Não há amor como o primeiro, nem gin como o segundo